Moradores do Assentamento Rio de Ondas participam de reunião para discutir etapas do Programa de regularização fundiáriaBLOG BAHIA

5 de fev. de 2020

Moradores do Assentamento Rio de Ondas participam de reunião para discutir etapas do Programa de regularização fundiária

A Prismati Consultoria em Gestão e Projeto em parceria com a Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães realizou nesta segunda-feira (03), na sede da Associação de Moradores da Vila II do Assentamento Rio de Ondas, uma reunião com os moradores da comunidade para tratar sobre o Programa de Regularização Fundiária que beneficiará os proprietários rurais da localidade.

Além de representantes da gestão municipal e da Prismati, também participaram do encontro os presidentes e as diretorias das Associações de Moradores de Nova Esperança e das Vilas I, II, III e IV do Assentamento Rio de Ondas.

O Programa de Regularização Fundiária é uma iniciativa do Governo da Bahia, por meio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), que conta com o apoio da Prefeitura Municipal e das Associações de Moradores do Assentamento.

Durante a reunião, a diretora da Prismati, Karla Yoshida Arns, explicou para os moradores as ações que serão realizadas dentro do programa, bem como as suas etapas. Sendo que o primeiro passo será o diagnóstico qualificado das infraestruturas e serviços e o segundo, o levantamento para a emissão do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (CEFIR).

Ficou definido durante o encontro, que a gestão municipal juntamente com as cinco associações do Assentamento Rio de Ondas realizarão reuniões com os demais moradores, com o objetivo de repassar as informações fornecidas pela Prismati e os preparar para a realização da primeira etapa para o diagnóstico da situação, que se iniciará nos próximos dias.

Para o secretário da pasta, Eduardo Yamashita, o programa é de extrema importância para os moradores, tendo em vista que objetiva a regularização da posse da terra, garantindo a sua permanência na mesma.

“A Prefeitura, além de garantir para os assentados a infraestrutura através da manutenção das estradas vicinais, saúde, educação, energia elétrica, abastecimento de água e assistência técnica para os agricultores familiares, também dará todo o suporte para a realização do programa de regularização fundiária”, comentou o secretário.


Fonte: Blog Bahia  / Ascom, Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário