Bahia tem crescimento de 530% de casos de coronavírus em uma semanaBlog Bahia - "O Portal de Notícias do Oeste Baiano"

24 de mar. de 2020

Bahia tem crescimento de 530% de casos de coronavírus em uma semana

Doze municípios baianos possuem pacientes com a COVID-19. Salvador tem 37 casos, maior número de doentes do estado.

A Bahia teve, em uma semana, um crescimento de 530% nos casos confirmados de coronavírus. Na última segunda-feira, 16 de março, deste mês, o estado possuía 10 pacientes confirmados espalhados por três cidades: Salvador, Feira de Santana e Porto Seguro.

Até a manhã desta segunda-feira, o número de casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus na Bahia havia passado de 60. Além disso outros nove municípios entraram na lista dos que já têm casos confirmados da doença: Lauro de Freitas, Prado, Itabuna, Camaçari, Barreiras, Brumado, Jequié, Juazeiro e Conceição do Jacuípe.

Segundo o secretário estadual de saúde, Fábio Vilas-Boas, em entrevista ao Jornal da Manhã, a expectativa é que haja um crescimento em números absolutos, mas com incidência menor do que em locais onde a doença fugiu do controle.

"Em números absolutos, vai aumentar. É uma curva que chamamos de exponencial. Quanto mais casos acumulados, mais casos novos. Estávamos trabalhando com um acréscimo de 33% por dia. Chegamos semana passada a 66% de aumento por dia, durante três dias consecutivos. Agora estamos trabalhando com menos de 20% de aumento de um dia para o outro. Em números absolutos, isso vai aumentar significativamente. Mas o que estamos perseguindo é que o crescimento percentual não seja tão grande", falou.

A previsão inicial do secretário era de ter na Bahia 74 casos confirmados até o último domingo, com a possibilidade de chegar a 98 nesta segunda-feira. Entretanto, o número de casos está menor do que o esperado para o período.

"Eu atualizei hoje meu gráfico de projeção com base em uma equação que desenvolvi semana passada que bateu com a mesma equação desenvolvida pelos epidemiologistas da Universidade Federal. Estamos enxergando uma dissociação, uma separação, entre a curva projetada e a curva observada. São dois dias, indo para o terceiro dia, em que a curva permanece dissociando. Significa que pode ser um sinal que estamos conseguindo achatar a tal da curva. As medidas de distanciamento social, higiene das mãos, bloqueios sanitários, fechamento de escolas, rodoviárias podem estar sendo refletindo na diminuição da curva de novos casos na Bahia", apontou o secretário.

O primeiro caso de coronavírus da Bahia foi registrado no dia 6 deste mês. Segundo a Sesab, a paciente era uma mulher de 34 anos, moradora de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 Km de Salvador, que retornou da Itália em 25 de fevereiro e manifestou os primeiros sintomas após retornar para o Brasil. No país europeu, ela teve passagens pelas cidades de Milão e Roma.

O diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave. A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades primárias de atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital.

Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

Fonte: Blog Bahia  / G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário