Polícia registra duplo homicídio em Riachão das NevesBlog Bahia - "O Portal de Notícias do Oeste Baiano"

11 de mar. de 2020

Polícia registra duplo homicídio em Riachão das Neves

O menor Emerson Eduardo da Silva Pinheiro e seu irmão, Marcos Vinícius da Silva Pinheiro, vulgo “Foguinho”, 21 anos, foram executados provavelmente com tiros de espingarda calibre 12 e pistola ponto – 40, no interior da residência de uma mulher conhecida por “Galega”. Segundo informações da Polícia Civil, os crimes aconteceram em horário de pouco movimento nas ruas e ainda não há nomes de suspeitos de autoria ou maiores detalhes sobre a ação criminosa.

Segundo informações policiais, ambos tiveram corpos crivados de balas e morreram no local, inclusive, um deles ficou irreconhecível, porque sofreu esfacelamento de crânio e face. Os corpos foram examinados e encaminhados para realização de necropsia no IML regional de Barreiras, no Distrito Integrado de Segurança Pública (DISEP), onde funciona a sede do Departamento de Polícia Técnica Regional.

Ainda conforme declarações da polícia, Marcos Vinicius esteve preso em Barreiras por crimes de lesão corporal e assalto à mão armada, e seu irmão também possuía envolvimento com atos infracionais, também nesta cidade, onde moravam na localidade denominada de “Invasão do Salsicha”.  “Eles estavam indo morar em Brasília, mas antes residiam com a mãe aqui em Barreiras. Me pediram a passagem e eu comprei pra amanhã, porque disseram que não dava mais certo morar aqui, mas não me falaram por qual motivo”, comentou o pai dos rapazes mortos, o vigilante Ailton Pinheiro, conhecido por “Federa”.
A Coordenadoria de Polícia (11ª COORPIN) agora trabalha para apurar o caso e identificar os suspeitos, tendo em vista que, o município de Riachão das Neves está sem delegado titular. A polícia esclarece que, a partir de janeiro de 2017, esse é o quinto caso de crime com característica de execução sumária registrado naquele município, um deles no distrito de Cariparé e os demais na sede. Todos os mortos com passagens registradas em delegacias.

Fonte: Blog Bahia  / Alô Alô Salomão

Nenhum comentário:

Postar um comentário