Mulheres supostamente contaminadas pela COVID-19, são acusadas de cuspir em funcionários e causar danos no Hospital Municipal de Santa Rita de CássiaBLOG BAHIA

5 de jun. de 2020

Mulheres supostamente contaminadas pela COVID-19, são acusadas de cuspir em funcionários e causar danos no Hospital Municipal de Santa Rita de Cássia

Filha e neta de uma moradora de Mansidão/BA que teve causa morte atestada por coronavírus, ficaram transtornadas e praticaram atos de vandalismo e danos materiais no hospital municipal de Santa Rita de Cássia, na tarde dessa quinta-feira (04), onde à vítima se encontrava internada. A Polícia Militar declara que foi chamada por funcionários da unidade de saúde para conter a situação e ouviram relatos de pessoas que foram cuspidas pelas agressoras (filha e mãe), as quais afirmavam ser portadoras do vírus Covid-19, por terem cuidado da paciente infectada que veio à óbito.

Ainda segundo relato da Polícia Militar, as mulheres foram detidas e conduzidas para a Delegacia Territorial de Barreiras em carro próprio, acompanhadas pela guarnição de Santa Rita de Cássia, acompanhadas da coordenadora de vigilância epidemiológica de Santa Rita de Cássia, Adailde Guedes e do encarregado do setor de patrimônio do hospital municipal, Genivaldo da Cunha Santos que afirmaram ter presenciado as duas apresentadas danificando os computadores do Hospital e cuspindo nos funcionários.

A coordenadora da vigilância Sanitária de Barreiras, Doraci Oliveira compareceu na delegacia local, ofereceu assistência à polícia e aos membros da saúde de Santa Rita de Cássia, em seguida encaminhou as mulheres de 25 e 46 anos, provavelmente infectadas pela Covid-19, para a unidade de Pronto Atendimento Coronavírus, no Hospital Municipal Eurico Dutra, onde serão examinadas e tratadas, caso haja confirmação de contaminação pelo vírus.

Fonte: Blog Bahia  / Alô Alô Salomão

Nenhum comentário:

Postar um comentário