Barreiras ganhará Centro de Educação Ambiental e Produção de Espécies Nativas do Cerrado - Viveiro EscolaBLOG BAHIA

17 de jul. de 2020

Barreiras ganhará Centro de Educação Ambiental e Produção de Espécies Nativas do Cerrado - Viveiro Escola

A Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo, está executando a fase final da obra de construção do Centro de Educação Ambiental e Produção de Espécies Nativas do Cerrado - Viveiro Escola. O novo empreendimento ambiental que conta com a parceria da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer e a empresa Atlas Renewable Energy, vai ampliar as atividades do Viveiro Municipal de Mudas, aumentando significativamente a produção e distribuição gratuita de mudas nativas do cerrado e frutíferas.

A estrutura física está sendo construída no Parque Engenheiro Geraldo Rocha, com uma grande estufa cultivo com capacidade para desenvolvimento de 30 mil mudas simultaneamente, sistema de irrigação por aspersão e teto de filme plástico, que facilita a transmissão de luz difusa potencializando a fotossíntese. No local, ainda será disponibilizado espaço para sala de administração, almoxarifado, copa, banheiros, Sala Verde e um auditório com capacidade para 30 pessoas.

O secretário de meio ambiente, Demóstenes Júnior explica que o projeto além de aumentar a capacidade de produção de espécies nativas do cerrado, frutíferas e exóticas, será uma extensão para as atividades de Educação Ambiental para os alunos da rede municipal de ensino.

“Atualmente produzimos 10 mil mudas no Viveiro Municipal, e com a nova estufa vamos ampliar para 30 mil mudas, que serão distribuídas para a população, utilizadas para a arborização das ruas e ainda teremos o espaço para mudas específicas para reflorestamento das Áreas de Proteção Ambiental e Permanente (APAs e APPs). Tudo isso, ainda fornecendo um ambiente para educação ambiental com a Sala Verde e o auditório, que estará à disposição dos estudantes das escolas municipais”, ressaltou o secretário.

Durante a visita ao canteiro de obras nessa manhã de quinta-feira (16), o secretário Demóstenes avaliou que a partir do funcionamento do projeto do Viveiro Escola, ações de sensibilização para o respeito e cuidados com a fauna e flora específicas do cerrado serão facilitadas.

“Nossa expectativa é iniciar em breve as atividades aqui no Viveiro, com o plantio de sementes de Ipê roxo, amarelo, branco, frutíferas e árvores exóticas como Oiti, que se adaptam a arborização urbana. Posteriormente, com o retorno das aulas colocaremos em prática o projeto Raiz do Aprender, promovendo assim, a sensibilização ambiental e o protagonismo infanto-juvenil para o desenvolvimento sustentável”, finalizou Demóstenes.









Fonte: Blog Bahia  / Dircom

Nenhum comentário:

Postar um comentário