LEM: Projeto sementes da inclusão beneficia mais de 40 famílias no bairro Jardim das OliveirasBlog Bahia - "O Portal de Notícias do Oeste Baiano"

20 de ago. de 2020

LEM: Projeto sementes da inclusão beneficia mais de 40 famílias no bairro Jardim das Oliveiras

 


A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, por meio das Secretarias Municipais de Trabalho e Assistência Social e de Agricultura, está promovendo a inclusão social e a geração de renda para famílias carentes do município, através do cultivo de hortaliças, legumes e verduras no bairro Jardim das Oliveiras.


A iniciativa batizada de Projeto Sementes da Inclusão I está contemplando mais de 40 famílias beneficiárias do Bolsa Família, e além de gerar o complemento da renda, também está proporcionando o aprimoramento nutricional na alimentação das famílias.


De acordo com a engenheira agrônoma que coordenada o projeto, Ana Cristina Hamilton Ferreira, neste momento os participantes estão cultivando batata doce, beterraba, cenoura, berinjela, pimentão, tomate, quiabo, jiló, alface, coentro, salsa e cebolinha, que estão sendo comercializados nos supermercados da cidade e nas feiras livres.


“A Prefeitura está proporcionando assistência técnica, treinamentos e capacitações para orientar esses pequenos agricultores em todas as etapas, desde o acompanhamento no preparo do solo para o plantio, na colheita, até a chegada dos produtos cultivados ao consumidor", comentou Ana Cristina. 


O projeto Sementes da Inclusão I conta com máquinas próprias para o plantio, como trator tobata, encanteirador, enxada rotativa, carretinha reboque e uma transplantadeira de mudas. A Prefeitura também realizou o cercamento da área onde são cultivados os alimentos, fornece água, energia elétrica, insumos, equipamentos de irrigação por aspersão, equipes técnica e operacional para acompanhar o trabalho das famílias e construiu um galpão para dar suporte no manuseio das verduras. 


“A ação é muito importante para essas famílias, pois está gerando inclusão social,  renda e contribuindo para uma alimentação mais saudável e rica em nutrientes, uma vez que os produtos cultivados por eles, também são consumidos pela própria família”, concluiu Ana Cristina.






Fonte: Blog Bahia / Ascom, Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário