Bahia registra mais de 100 mil raios em 24 horas e fazenda é incendiada em Luís Eduardo Magalhães pelas descargas elétricasBlog Bahia

29 de out. de 2020

Bahia registra mais de 100 mil raios em 24 horas e fazenda é incendiada em Luís Eduardo Magalhães pelas descargas elétricas

 

 A Bahia registrou mais de 100 mil raios em 24 horas, na terça-feira (27). No oeste do estado, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, uma fazenda particular pegou fogo após ser atingida por uma das descargas elétricas.


As cidades com maiores incidências desses raios foram Cocos; Formosa do Rio Preto; São Desidério; Jaborandi; Correntina; Barra; Pilão Arcado; Santa Rita de Cássia; Barreiras e Riachão das Neves.


No caso da fazenda em Luís Eduardo Magalhães, a descarga atingiu a vegetação na tarde de terça. Os bombeiros tiveram dificuldade para apagar as chamas. A fazenda fica no limite do município, próxima à divisa do Tocantins. Ninguém ficou ferido, diferentemente da situação de outra fazenda em Itapebi.


Por lá, nove bezerros foram encontrados mortos por causa dos raios. Os trabalhadores encontraram os animais já sem vida e com um forte cheiro de carne queimada.


O coordenador do grupo de eletricidade atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o doutor Osmar Pinto Júnior, explicou como os raios são formados.


“Os raios se formam a partir de nuvens de tempestade. Dentro das nuvens de tempestade, nós temos partículas de gelo, toneladas de pequenas partículas de gelo, e essas partículas batem umas nas outras e por atrito ficam eletrificadas, carregadas eletricamente e essas cargas vão dar origem aos raios”.



Ainda de acordo com o coordenador do Inpe, as regiões oeste e sul da Bahia têm incidência maior de descargas de raios.


“A Bahia tem um contraste muito grande. Na região oeste e na região sul, nós temos uma incidência muito alta. Já na região norte e leste, que inclui Salvador, a incidência é menor. Nós estamos entrando em uma época que a gente chama de temporada de raios, que é esse período que começa agora em meados de outubro, que deve se estender até meados de março do ano que vem”, explicou.


Fonte: Blog Bahia  / G1 BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário