Com salários atrasados, Buritirama tem postos e centro de referência para Covid fechadosBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)

22 de dez. de 2020

Com salários atrasados, Buritirama tem postos e centro de referência para Covid fechados

 

Os profissionais da saúde do município de Buritirama, na Bacia do Rio Grande, denunciaram ao Bahia Notícias a situação alarmante vivida no município. De acordo com os relatos, há meses sem receber salário, enfermeiros, médicos e outros servidores deixaram de trabalhar e os postos seguem fechados em plena pandemia do novo coronavírus. A unidade destinada ao tratamento da Covid-19 também segue de portas fechadas. 


As denúncias seguem apontando que a cidade está sem testes rápidos desde outubro. “Só estávamos fazendo o RT-PCR, que tem uma quantidade limitada por dia. Tanto é que várias pessoas chegavam com sintomas e não tinha teste para fazer. Daí as pessoas saíam sem diagnóstico e medicação e voltavam já com o estado grave”, finalizou. 

Uma outra servidora da saúde no município, que também teme se identificar, conta que nos mais de dez anos que atua na cidade nunca presenciou a realidade de unidades e postos fechados por negligência da administração pública. “Nas manifestações estão pessoas que também votaram nele [o atual prefeito, Dedê Alves, que não conseguiu se reeleger]. Todos querendo receber. Eu estou sem receber o mês de novembro e o 13º. O prefeito disse que ia dar o recesso a partir do dia 23, só que por falta de pagamento, inclusive do repasse do governo federal para o Mais Médicos, os médicos pararam de receber bem antes. Já tem duas semanas que não trabalham”, denunciou, relatando que os funcionários deixaram os postos.


Sobre o fechamento do Centro de Referência para a Covid-19, Dedê justificou dizendo que “realmente estamos com dificuldades, mas ainda nesses próximos dias vamos regularizar para o normal". "Temos dificuldades com médicos para poder atender, mas estamos botando em ordem para poder voltar ao normal e fazer com que a ala Covid volte a funcionar tranquilamente”, disse. Perguntado, o gestor não respondeu quais seriam as "ificuldades" que justificariam o fechamento da unidade. 


O prefeito concluiu dizendo que grande parte dos médicos já foi paga. “Está faltando dois ou três que precisamos regularizar, mas a maioria recebeu, sim. Até o final da gestão vamos resolver todas as pendências. Estamos sentados reunidos para pôr em ordem essa situação”, encerrou.

A reportagem do Bahia Notícias tentou contato com o secretário municipal de saúde, Eridelton Silva, ao longo da tarde desta segunda-feira (21), mas não obteve sucesso. De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), desde o início da pandemia Buritirama já registrou 518 casos da Covid-19. Já o boletim emitido pela Secretaria Municipal de Saúde da cidade revela que desde o início da pandemia foram registrados 444 casos da doença. Deste total, 424 são considerados curados, 13 ativos e sete pessoas vieram a óbito. 


Fonte: Blog Bahia  / Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário