LEM: Prefeito e vice, Polícia Militar, Secretarias de Saúde e Segurança e ACELEM se reúnem para definir ações para coibir festas clandestinasBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)

14 de abr. de 2021

LEM: Prefeito e vice, Polícia Militar, Secretarias de Saúde e Segurança e ACELEM se reúnem para definir ações para coibir festas clandestinas

 

Com o objetivo de traçar ações para coibir as festas clandestinas na cidade, o prefeito e o vice de Luís Eduardo Magalhães, Junior Marabá e Filipe Fernandes reuniram-se no final da tarde desta terça-feira (13), com o comandante da 85º Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/LEM), Major Cristiano Mendes Gouveia. 


Participaram do encontro, o secretário de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, João Paulo Nascimento, a presidente da Associação Comercial e Empresarial de Luís Eduardo Magalhães (ACELEM), Telma Oliveira e a diretora de Vigilância em Saúde do Município, Juliana Melo. Os gerentes de Vigilância Sanitária e Ambiental e de Vigilância Epidemiológica, Marcelo Rufino e Ana Luiza também estiveram presentes.  

A Prefeitura, através das secretarias de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, Indústria, Comércio e Serviços e Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, vai encabeçar uma campanha no intuito de conscientizar a população, da importância de denunciar esses eventos ilegais, em plena pandemia. Para isso, vai buscar o apoio das rádios comunitárias do Município. A iniciativa terá a assinatura da ACELEM e da 85º CIPM. As denúncias serão feitas pelo 190 e 153 da Secretaria de Segurança. 


“A Prefeitura precisa conter o avanço da pandemia, para que não sejam necessárias medidas mais restritivas, como as que o Governo do Estado tomou na região de Irecê, por exemplo. O Governo do Estado está endurecendo ou flexibilizando as medidas, de acordo com os resultados da semana. Se a gente consegue ter uma redução de casos, a tendência é que comece a diminuir as restrições dos decretos”, pontuou o prefeito Junior Marabá.


Fonte: Blog Bahia  / Ascom, Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário