Mais de 10% da população de Luís Eduardo Magalhães recebeu a primeira dose contra o Covid-19Blog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)

2 de jun. de 2021

Mais de 10% da população de Luís Eduardo Magalhães recebeu a primeira dose contra o Covid-19

 

Com uma população estimada de 90 mil habitantes, segundo o IBGE, Luís Eduardo Magalhães alcançou o percentual de 10% de munícipes que receberam a primeira dose da Covid-19. Um total de 9.429 pessoas, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde.


O número ainda é insuficiente, de acordo com as autoridades de saúde.


Na última quinta-feira (27), o município recebeu do governo do Estado, 2 mil doses da Oxford/Astrazeneca. 


Confira o público-alvo:


- Trabalhadores de saúde (apresentar comprovante de vínculo empregatício);


- Trabalhadores de Transporte Aéreo acima de 30 anos (comprovar vínculo trabalhista);


- Lactantes (após 45 dias de puerpério), acima dos 38 anos, com crianças de até um ano e seis meses de idade.


- Pessoas com deficiência permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), maiores de 55 anos, também serão imunizadas;


- Caminhoneiros com idade superior a 50 anos. Os caminhoneiros precisam apresentar a carteira de trabalho, para comprovar a profissão;


-Trabalhadores de Transporte Coletivo Municipal de Luís Eduardo Magalhães (apresentar comprovante de vinculo municipal);


- Idosos acima de 60 anos;


- Profissionais da educação, da rede pública e privada, acima de 40 anos;


- Trabalhadores da área de segurança e salvamento com idade superior a 35 anos;


- Autistas com idade superior a 18 anos. Será necessária a apresentação de um relatório médico comprovando o transtorno;


- Pessoas com síndrome de Down com idade superior a 18 anos de idade;


- Pessoas acima de 46 anos com as seguintes comorbidades (Diabetes; Hipertensão; Doença renal crônica; Insuficiência cardíaca; Cardiopatia hipertensiva; Síndromes coronarianas; Valvopatias; Prótese valvares e dispositivos cardíacos implantados; Cirrose hepática; Doença neurológica crônica; Doença hepática crônica; Doença respiratória crônica; Doença cardíaca crônica; Portadores de Obesidade mórbida, Índice de massa corpórea (IMC) >= 40).


Além de um documento com foto e a carteira de vacinação, o paciente precisa apresentar um laudo médico, comprovando a doença ou a carteirinha do programa HIPERDIA.


Fonte: Blog Bahia  / Ascom, Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário