Piloto de Luís Eduardo Magalhães é campeão brasileiro de Autocross 2021Blog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)

29 de nov. de 2021

Piloto de Luís Eduardo Magalhães é campeão brasileiro de Autocross 2021

 


Depois de dois dias de muito calor e velocidade em Cuiabá (MT), o piloto de Luís Eduardo Magalhães, Bahia, Ricardo Basso sagrou-se campeão no Autocrossos. Além dele, Alan Synthes foi campeão no Kartcross e Alexandre Camargo no Turismo VNT. A edição deste ano, realizada na sexta-feira, 26, e sábado, 27, teve cerca de 100 pilotos envolvidos na disputa no Autódromo Bom Futuro e foi a primeira sob o comando da SR Promoção de Eventos, uma empresa formada por pilotos.

Ricardo Basso jogou com o regulamento que previa os descartes para conquistar o seu quinto título brasileiro. Mesmo sem completar a última prova do fim de semana, o piloto baiano somou 84 pontos, seis a mais que o segundo colocado, Rafael Bortoli. Completam o top 5 da categoria os pilotos William Cancelier em terceiro com 55, Valdir Jacobowski em quarto com 40 e Fernando Maggi Scheffer em quinto com 38.

Pelo Kartcross, com 50 carros no grid, a disputa foi ponto a ponto até o final. Alan Synthes conquistou o seu terceiro título nacional consecutivo e o nono em sua carreira na terra após somar 61 pontos, quatro a mais que o segundo colocado, Felipe De Nadai. Em terceiro ficou Thiago De Nadai com 48. Marcos Beck e Davi Santin completaram o top 5 da categoria, ambos com 42 pontos.

A Turismo VNT gerou grandes disputas, mas o que decidiu o campeonato foram as vistorias técnicas após o término da competição. Anailson Liliu somou mais pontos, mas foi desclassificado por irregularidade técnica. O quinto colocado Roberto Walther também teve o carro reprovado na vistoria e foi desclassificado. Com isso o título ficou para Alexandre Camargo, com 56 pontos. O segundo lugar ficou com Luiz Antonio Santin (50), Alexsander Chicati em terceiro, Marcio Cassol em quarto e Antonio Juracy Neto em quinto completaram o pódio da categoria.

Para a próxima temporada do Velocidade na Terra, a SR trabalha com o projeto de fazer quatro etapas espalhadas pelos principais pólos do agronegócio no Brasil. Datas e locais serão divulgados posteriormente.

A edição 2021 do VNT Brasil tem como patrocinador master a UPL OpenAg, patrocinador platinum a Petronas, supervisão da CBA e FAEMT e apoio do ABF.


Fonte: Blog Bahia  /  Jornal Nova Fronteira

Nenhum comentário:

Postar um comentário