GCM de Ibotirama é preso portando arma de fogo registradaBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)



19 de nov. de 2022

GCM de Ibotirama é preso portando arma de fogo registrada

 

Agente da Guarda Municipal de Ibotirama é conduzido a delegacia por estar portando arma de fogo registrada

Um Agente da Guarda Municipal de Ibotirama foi conduzido e apresentado a delegacia Territorial de Polícia Civil do município, por uma guarnição da polícia militar por esta portando uma Arma de fogo registrada, nesta sexta-feira (18/11).

Segundo informações apuradas pela equipe de reportagem do Portal Velho Chico News, a viatura da Guarda Civil Municipal de Ibotirama, realizava rondas afim de garantir o zelo e manutenção do patrimônio público, quando uma guarnição da policia militar de Ibotirama abordou os Agentes da GCM fardados , dando em seguida voz de prisão a um dos Agentes e conduzindo a delegacia por suposto crime de porte ilegal de armas.

Em contato com alguns Guardas Municipais do município de Ibotirama, os mesmo informaram que não é a primeira vez que isso acontece, que no início de outubro deste ano, um outro Agente da Guarda em serviço, também foi abordado e conduzido a delegacia, e que as ordens para que os Guardas fosse abordados partiram do Major Ronni Anderson, comandante da companhia da PM de Ibotirama.

Ainda segundo os Guardas Municipais, estes fatos têm gerado crise institucional entre as instituições de segurança pública no município de Ibotirama, um agente da guarda que prefere não ser identificada por temer represálias, disse que o comando da PM local vem perseguindo e prendendo os Guardas Municipais.

Em contato com políciais da compania do município, que também preferem não ser identificados, informaram que não compactuam com as atitudes e ordens do comandante, que a Guarda Municipal é co-irmã da Polícia Militar, porém eles tem que cumprir as ordens superiores para não serem presos também.

Segundo ainda relatado pelos Guardas Municipais, ao chegar na delegacia a autoridade policial, entendeu trata-se de caso atípico, e por não vislumbrar crime e/ou contravenção penal, liberou o agente e sua arma.

Nossa equipe de reportagem segue acompanhando o caso até o seu deslinde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário