Ministério da Saúde volta a recomendar uso da máscara com nova alta da CovidBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)



14 de nov. de 2022

Ministério da Saúde volta a recomendar uso da máscara com nova alta da Covid

  

Secretaria de Vigilância em Saúde da pasta emitiu nota técnica para alertar a população e o poder público sobre aumento de casos da doença

A Secretaria de Vigilância em Saúde, vinculada ao Ministério da Saúde, emitiu uma nota técnica e voltou a recomendar o uso da máscara no Brasil após nova alta de casos de Covid-19. O alerta vale principalmente para quem teve contato com pessoas sintomáticas, a população com fatores de risco e os profissionais que trabalham em locais fechados e com pouca ventilação. No documento, o órgão também pede "intensificação da vigilância genômica" para sequenciamento e monitoramento das variantes do novo coronavírus em circulação no País.

De acordo com a secretaria, entre 6 e 11 de novembro, as autoridades de saúde notificaram 57.825 casos e 314 óbitos em decorrência da Covid-19. O aumento de diagnósticos é de 120% considerando a média móvel dos últimos sete dias em relação ao mesmo cálculo dos sete dias anteriores: 8.448 testes positivos contra 3.834. Já a média móvel de vidas perdidas pela enfermidade cresceu 28% considerando o mesmo comparativo.

A Secretaria de Vigilância em Saúde também traz dados por Estados. Conforme o levantamento, só Acre, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Piauí estão com uma variação negativa de novos casos notificados entre a primeira semana e a segunda de novembro.

A Bahia está em estabilização. Em Minas Gerais, o incremento é de 29% a mais no período. As maiores altas aconteceram no Maranhão (740%), Sergipe (575%), Rondônia (488%), Rio de Janeiro (330%) e Paraíba (229%).

A pasta ressalta que há uma preocupação com as sublinhagens BQ.1* e BA.5.3.1, originárias da ômicron, um subtipo do vírus que sempre resultou num grande número de mutações.

Outra recomendação gira em torno do uso do teste de RT-PCR para uma parcela dos pacientes com sintomas leves ou moderados da Covid-19, mesmo quando o exame rápido de antígeno está disponível.


Fonte: Blog Bahia  / O Tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário