Humanização do Centro de Parto Normal de LEM tem se tornado referência na regiãoBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)



17 de jan. de 2023

Humanização do Centro de Parto Normal de LEM tem se tornado referência na região

 

Dayanne Santos (mãe), Ananda (bebê), Jean Carlos (pai) e a Equipe do CPN que acompanhou o parto








A maquiafora Stefani Brito e a contadora Dayanne Santos são as mais novas mamães a darem à luz no CPN Vilma Ramos Guerra, em Luís Eduardo Magalhães. As duas relataram experiências muito especiais com o nascimento de suas filhas, destacando a importância do acolhimento, autonomia, liberdade de escolha e tranquilidade passadas pela equipe do Centro, durante o parto.

Ester Maitê
Ester Maitê nasceu no domingo (15), às 15h48. A bebê é fruto do relacionamento de Stefani com Marcos, que acompanhou todo o parto. “Eles preservam bastante esse momento, a questão da família, de estar perto da esposa”, contou o paizão.

Ananda
Ananda chegou nesta segunda-feira (16), como um presente especial de Bodas de Algodão, comemorando os dois anos de casamento dos papais Daiane e Jean Carlos. Daiane, (que recebeu o apelido de Lady Dai pela equipe do CPN, por estar pleníssima no pós-parto), conheceu o Centro pelas redes sociais da Prefeitura. “Está todo mundo de parabéns, graças a Deus que tem esse lugar aqui”.

Referência
Prestes a completar seis meses de funcionamento no próximo dia 19, o CPN Vilma Ramos Guerra tem se tornado referência em parto humanizado na região Oeste e já auxiliou no nascimento de 62 luiseduardenses. Além dos diversos tipos de acompanhamento, encontros e orientações, as mães recebem um plano de parto onde indicam quais procedimentos aceitam passar durante o nascimento do bebê.

O coordenador do CPN, o enfermeiro obstetra Jerri Adriano, que já auxiliou em mais de 4 mil partos ao longo da carreira, falou sobre a importância de um ambiente aconchegante para a chegada do bebê.

“Você se sentir confiante, com a família, ajuda no andamento do processo. Então é isso que a gente faz, trazer o acompanhante pra cá, fazê-lo se sentir em um ambiente familiar, para que esse momento seja o mais tranquilo possível”, pontuou.


Fonte: Blog Bahia  / Ascom, Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário