Mais informações: Delegado fala sobre ação da Polícia militar que frustou sequestro de gerente de banco e neutralizou bandidos em BarreirasBlog Bahia - O Portal de Notícias do Oeste Baiano


19/05/2023

Mais informações: Delegado fala sobre ação da Polícia militar que frustou sequestro de gerente de banco e neutralizou bandidos em Barreiras

 

No início da noite de ontem (18), por volta das 19 horas e 40 minutos, graças ao rápido trabalho da Polícia Militar de Barreiras, região Oeste da Bahia, um gerente de banco e família foram libertados de um sequestro, sem qualquer ferimento, não ocorreu pagamento de resgate e dois sequestradores, Ronivelton Reis dos Santos, 30 anos, e Bruno Eduardo de Araújo Gama, natural de Barreiras, 28 anos, morreram por esboçar reação à incursão policial.

De acordo com o coordenador regional de polícia, Dr. Rivaldo Luz, a polícia foi acionada por moradores, que notaram movimentação estranha de veículos no setor e de alguém que conversava ao telefone com o bancário quando os bandidos o renderam, o qual teria desconfiado da conversa que ouviu e da forma repentina como a ligação telefônica foi interrompida.

Ainda segundo Rivaldo, os criminosos pretendiam agir na modalidade de sequestro conhecida como “sapatinho”, que consiste em manter a família refém, a noite inteira, enquanto o gerente é levado na agência bancária para sacar o dinheiro dos cofres e pagar o resgate pela manhã.

Guarnições da RONDESP e PETO/CIPM confrontaram dois integrantes da organização criminosa, os quais morreram no quintal da casa do bancário. O delegado afirma que também houve detenção de um casal, o homem foi autuado em flagrante e a mulher apenas ouvida e liberada.

Destaca que, no local, as equipes policiais encontraram revólver e pistolas, aparelhos celulares e um carro que teria sido usado na ação criminosa.

“A partir de agora, vamos pedir a quebra de sigilo telefônica de aparelhos apreendidos, para posteriores investigações, além de solicitar a prisão de outros membros da quadrilha, que já estão identificados, para evitar novos crimes em nossa região “. O coordenador suspeita que a quadrilha tenha relação com sequestros ocorridos nos últimos dois anos, que vinham sendo investigados pela 11ª COORPIN.

Ao tomarem conhecimento da operação na noite de ontem, o delegado de plantão da delegacia do bairro Aratu, Dr. Mauro Bessa e equipe do Departamento de Polícia Técnica iniciaram investigações e perícia no local dos fatos, no bairro Morada da Lua de Cima, em seguida trasladaram os corpos dos criminosos para o IML do Distrito Integrado de Segurança Pública. “Todos os envolvidos identificados têm passagens pela polícia e alguns possuem relação com outras modalidades de crimes”, observa Dr. Rivaldo.

Modalidade “sapatinho”

Nessa forma de roubo a banco, os bandidos costumam chantagear o gerente do banco, que é rendido em casa ou ao sair da agência, fazendo ameaças e tortura psicológica contra seus familiares. O crime é considerado extorsão mediante sequestro, que tem pena prevista de 8 a 15 de reclusão.


Fonte: Blog Bahia  /  Alô Alô Salomão

Nenhum comentário:

Postar um comentário