Bancos dão desconto de até 96% para limpar o nome no DesenrolaBlog Bahia - O Portal de Notícias do Oeste Baiano


19/07/2023

Bancos dão desconto de até 96% para limpar o nome no Desenrola

  

Primeira etapa contempla dívidas bancárias; quem deve até R$ 100 ficará automaticamente com o nome limpo pelas instituições

Os bancos e instituições financeiras credenciadas pelo Banco Central a realizar operações de crédito começam a oferecer condições para limpar o nome de pessoas que estão endividadas, dentro do Desenrola Brasil.

O programa de renegociação de dívidas, idealizado pelo governo federal e com o apoio da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), começou a vigorar na segunda-feira (17).

A primeira fase vai contemplar dívidas bancárias. Pessoas físicas que têm dívidas bancárias de até R$ 100 ficarão automaticamente com o nome limpo pelas instituições. Assim, os beneficiados podem voltar a pegar crédito ou fazer contrato de aluguel, se não tiver outras restrições. Mas o não pagamento das parcelas renegociadas leva a uma nova negativação.

O programa, que estará vigente até 31 de dezembro de 2023, tem duas faixas de beneficiados e começou pela faixa 2, que são de pessoas físicas com renda acima de dois salários míninos (R$ 2.640) até R$ 20 mil, e dívidas em banco sem limite de valor.

Nesta fase, os bancos vão oferecer a possibilidade de renegociação diretamente em seus canais com os clientes, e as condições mudam de uma instituição para outra.

Já a faixa 1, de pessoas físicas de renda mensal de até dois salários mínimos ou que constem no CadÚnico (Cadastro Único dos beneficiários dos programas sociais do governo federal), com dívidas de até R$ 5 mil, deverá ser incluída ao longo do segundo semestre. O governo está desenvolvendo uma plataforma específica para este público.

Ao todo, a expectativa é criar condições especiais para facilitar as renegociações de aproximadamente 70 milhões de pessoas.

Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú, Santander e Inter são os bancos que já participam do programa. Outras instituições ainda devem anunciar suas participações.


Fonte: Blog Bahia  / R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário