Novo ciclo de reuniões das comunidades agrícolas da região Oeste da Bahia é iniciadoBlog Bahia - O Portal de Notícias do Oeste Baiano


26 de ago. de 2023

Novo ciclo de reuniões das comunidades agrícolas da região Oeste da Bahia é iniciado

 

Nesta semana, foi dado início ao cronograma 2023 de reuniões em comunidades agrícolas. Equipes da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e da Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), se deslocaram até a Estrada do Café, situada na localidade de Novo Horizonte, nesta quarta-feira (23), onde foi realizada a primeira reunião do ano, com os produtores rurais da região produtiva. Já na quinta-feira (24), foi a vez dos agricultores do distrito de Roda Velha, município de São Desidério, receberem o projeto itinerante, que tem o intuito de levar informações, discutir soluções e ouvir os anseios coletivos.

O encontro integra o projeto da associação itinerante, que todos os anos visita as localidades produtivas da região Oeste. O objetivo é levar informação aos agricultores destas comunidades, apresentando a eles as ações institucionais desenvolvidas em prol da categoria. Mas o momento é também de ouvir os anseios coletivos. Na pauta da reunião, estavam assuntos inerentes à rotina do produtor rural, como o Vazio Sanitário, o Programa Agro Plus, e estradas.

“A intenção desses encontros é sempre mostrar aos produtores rurais, sejam associados ou não, todas as ações, projetos e iniciativas que a Aiba e Abapa vêm construindo em prol do bem coletivo dos agricultores e do desenvolvimento do Oeste da Bahia”, destacou o diretor financeiro da Aiba, Hélio Hopp.

Outro tema que foi abordado foi a Operação Safra. Convidado pelas diretorias da Aiba e da Abapa, o Capitão PM Weber participou do encontro e apresentou os resultados da Operação 2022/2023. O militar falou sobre a atuação do efetivo nas abordagens e como estas têm colaborado para reduzir os índices de violência no campo.

O presidente da Abapa, Luiz Carlos Bergamaschi, destacou a importância das ações conjuntas das entidades de classe. “Uma associação precisa estar próxima ao seu associado, e em regiões de grandes proporções territoriais, como a nossa, muitas vezes, temos que, literalmente, ir até ele, nas fazendas e comunidades. É isso o que a Abapa e a Aiba fazem com esta iniciativa tão relevante. Estes encontros nos permitem não apenas demonstrar as nossas ações, como ouvir dos produtores suas demandas. O diálogo favorece que, juntos, encontremos soluções para as dificuldades. Foi assim que o Oeste da Bahia se desenvolveu, com a atitude proativa dos seus agricultores, organizados em entidades fortes e, de fato, representativas”, afirma Bergamaschi.

As reuniões itinerantes também passarão pelo Rosário, Luís Eduardo Magalhães,  Cascudeiro, Coaceral e Panambi.


Fonte: Blog Bahia  / Ascom Aiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário