São Desidério : Polícia Civil combate falsificação de documentos públicos e forjada emissão de licenças ambientais na regiãoBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)


4 de set. de 2023

São Desidério : Polícia Civil combate falsificação de documentos públicos e forjada emissão de licenças ambientais na região

 

Após complexa investigação, a Polícia Civil do Estado da Bahia, através da Delegacia de São Desidério, deflagrou a OPERAÇÃO TERRA SECA, cumprindo no dia de hoje (01/09/2023) quatro mandados de busca e apreensão na cidade de Barreiras/BA.

De acordo com o delegado que preside às investigações, Dr. Carlos Cruz Ferro, a operação teve como objetivo, investigar a prática do crime de falsificação de documentos públicos e de crimes ambientais, fatos que vinham acontecendo na região do Oeste Baiano. Segundo as investigações, a pessoa responsável pela prática criminosa seria também responsável pela falsificação de licenças ambientais, supostamente concedidas pelo INEMA para agricultores locais, ocasionando sérios danos ao meio ambiente, já que, de posse das falsas licenças, os agricultores estariam desmatando ilegalmente, áreas não autorizadas pelo órgão ambiental.

Diante dessas informações, o delegado de Policia Civil da DT de São Desidério, representou pela busca e apreensão nas residências e nos escritórios da empresa, que estaria ligada à investigada. Com a decisão judicial, e o apoio da 11ª COORPIN, CATI/OESTE, 1ª DT de Barreiras e DT de São Desidério, foi dado cumprimento aos mandados de busca e apreensão, restado apreendidos vários computadores, pendrives, notebooks e documentos que são objetos das investigações em andamento. Agora as investigações serão intensificadas no sentido de identificar uma a uma, as propriedades rurais desmatadas ilegalmente, apontando assim a responsabilidade criminal e materialidade dos crimes.

Carlos Ferro ressalta que, a região Oeste é palco de pessoas mal intencionadas e que causam grande prejuízo ambiental e patrimonial há diversas outras pessoas de boa fé. Ainda afirma que, a Polícia Civil continuará atenta no sentido de coibir qualquer crime que envolva questões agrárias ou prejuízos no desenvolvimento sustentável da região.

O material apreendido foi enviado para providências de praxe. A ocorrência encontra-se em andamento, sendo registrada na Delegacia Territorial de São Desidério, onde o delegado titular Carlos Cruz Ferro é o presidente do inquérito.



Fonte: Blog Bahia  /  11ª COORPIN

Nenhum comentário:

Postar um comentário