Embasa leva serviços de água e esgoto para mais baianos do Oeste da Bahia em 2023Blog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)


9 de jan. de 2024

Embasa leva serviços de água e esgoto para mais baianos do Oeste da Bahia em 2023

 5d86d9ce-3f1e-401f-a50e-d9ae6b2dd831  

Apesar de um ano considerado atípico, diante das ondas de calor provocadas pelo El Niño, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) manteve o seu planejamento de levar água encanada e a coleta de esgoto para mais baianos. No Oeste da Bahia, foram 6.474 mil novas ligações de água e 8.487 mil de esgoto implantadas nos 20 municípios atendidos. Na lista das dez maiores cidades da Bahia, Luís Eduardo Magalhães e Barreiras lideram o ranking de expansão do serviço na região. As duas cidades foram contempladas com 3.890 mil novos imóveis atendidos com abastecimento de água e outros 8.383 mil com esgotamento sanitário. Na região, o município de Riachão das Neves foi o terceiro maior em acréscimo de atendimento, e somente com água, totalizou mais 513 famílias atendidas, principalmente na zona rural.

55688639-8c4b-4a7d-a52d-4c24caf47847

Para o gerente regional da Embasa, Marcos Rogério Moreira, mais pessoas atendidas está diretamente relacionado aos investimentos nas expansões dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. “Há o investimento contínuo por parte da Embasa para garantir a oferta desses serviços que são fundamentais para a população. Nesse sentido, o destaque fica por conta da conclusão das obras dos sistemas de esgotamento sanitário nos bairros Barreirinhas, em Barreiras; Jardim das Acácias, em Luís Eduardo Magalhães; e Alto do Cruzeiro, em Ibotirama, onde a rede coletora foi implantada, para que os imóveis possam ser interligados e o serviço efetivamente prestado”, afirma.  

4e8d9e2c-5e6e-464b-b5d7-8ad9b59234f0

Em relação ao abastecimento de água, os investimentos foram alocados em áreas onde já existe rede distribuidora, visando acompanhar o acelerado crescimento demográfico, principalmente de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães. Para o gerente regional, em 2023, com o maior consumo de água, os esforços também foram direcionados para as melhorias nos sistemas para atender a demanda e a prestação do serviço onde existe escassez hídrica e qualidade da água fora do que a legislação exige, o que é a realidade de muitas localidades da zona rural”, reforçou. Em 2023, a Embasa passou a fornecer água canalizada e tratada para novas famílias de povoados, como Juaí, em Mansidão; Pires, em Riachão das Neves; Sítio do Hermenegildo, em Cristópolis; Barreiro, em Cotegipe; e Itapira, Lagoa do Tió e Lagoa do Américo, em Wanderley. 

Assessoria de Comunicação da Embasa 

Unidade Regional de Barreiras (UNB)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário