Corpos de pai e filho mortos em acidente de avião em Barreiras serão enterrados no sul do estadoBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)


4 de mar. de 2024

Corpos de pai e filho mortos em acidente de avião em Barreiras serão enterrados no sul do estado

Os corpos de Jackson Bomfim e Matheus Bransford, pai e filho vítimas do acidente de avião que ocorreu no sábado (2), na Bahia, serão velados na noite deste domingo (3). A queda da aeronave em Barreiras, no oeste do estado, provocou ainda a morte do piloto Lucas Corisco, mas ainda não há informações sobre o velório e sepultamento dele.

A cerimônia para velar os corpos de Jackson e Matheus será realizada a partir das 23h, na sede da SAF, na cidade de Ilhéus. Os dois viviam no município da região sul.

O sepultamento está previsto para iniciar às 11h de segunda-feira (4), no Cemitério Municipal de Nossa Senhora da Vitória, também em Ilhéus.

Jackson costumava compartilhar momentos de lazer nas redes sociais, como as práticas de ciclismo e os passeios de jet ski.

Já Matheus mantinha um perfil fechado nas redes. O homem de 27 anos se apresentava como engenheiro eletricista e piloto comercial de avião.

Ele era casado e deixa um filho de 4 anos.

O acidente

O avião ocupado por Jackson, Matheus e Lucas Corisco caiu em uma área de vegetação, próximo ao aeródromo de Barreiras. De acordo com o Corpo de Bombeiros, trata-se de um trecho de difícil acesso na região da Associação Barreirense de Aviação (ABA), a 6 km do centro da cidade.

No local, são feitos reparos de aeronaves, mas ainda foi confirmado se o avião passava por algum tipo de conserto ou manutenção.


Neste sábado (2), a aeronave decolou, ficou menos de 30 minutos no ar e caiu a apenas 1 km de distância do ponto de decolagem. A suspeita é que houve um problema até o momento não identificado no início do voo.

Foto momentos antes do acidente

Instantes antes de entrar no avião, os três homens pararam para fazer uma foto — Lucas aparece à frente junto a Jackson e Matheus.

Lucas Corisco também se apresentava como piloto, mas do setor executivo. Ele era morador de Luís Eduardo Magalhães, cidade a cerca de 70 km de Barreiras, no oeste baiano.



Fonte: Blog Bahia  / G1 BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário