Prefeito Zito Barbosa acusa servidores da saúde de ‘boicote’ enquanto críticas à gestão intensificamBlog Bahia - O Portal de Notícias do Oeste Baiano


10 de abr. de 2024

Prefeito Zito Barbosa acusa servidores da saúde de ‘boicote’ enquanto críticas à gestão intensificam


 O atual prefeito de Barreiras, Zito Barbosa, durante uma entrevista ao programa “Poder da Notícia” da emissora de rádio Oeste FM, fez acusações graves contra servidores públicos da saúde do município. Zito afirmou que alguns funcionários de unidades de saúde estão se recusando a marcar exames oferecidos pela atual gestão, numa tentativa de prejudicar os trabalhos.

Durante a entrevista, Zito afirmou que vereadores visitaram algumas unidades de saúde e testemunharam servidores públicos se negando a marcar exames, caracterizando o que ele chamou de “boicote”.

Além disso, o prefeito acusou o Governo da Bahia de criar uma “armadilha” na saúde de Barreiras. Ele mencionou o fechamento do programa de atendimento exclusivo de crianças na Unidade Emily, bem como a entrega da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para a Prefeitura de Barreiras administrar, e pontuou que as portas do Hospital do Oeste (HO) foram fechadas para o município.

Apesar das acusações, o Hospital do Oeste (HO) continua atuando de forma exemplar no atendimento das demandas de Barreiras e região Oeste da Bahia, sendo administrado pelas Obras Sociais Irmã Dulce, uma entidade filantrópica privada, sem fins lucrativos.

Críticas à gestão do prefeito foram levantadas pelo site InforOeste. O site apontou que, durante a gestão de Zito Barbosa, houve a troca de 5 secretários, o que levanta dúvidas sobre a capacidade de decisão do prefeito na escolha de seus secretários. O InforOeste destacou que a situação da saúde em Barreiras está cada vez pior, deixando a população carente de um serviço público de qualidade.

Em suma, a cidade de Barreiras continua enfrentando carências no sistema de s aúde pública e os barreirenses estão questionando a eficiência da atual gestão municipal, especialmente no que diz respeito à saúde pública. A falta de respostas concretas para os problemas enfrentados pela população gera incertezas sobre o futuro da atual administração. (Da redação do Se Liga Barreiras/com informações e foto do site InforOeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário