UNACON do HO completa dois anos de acolhimento a pacientes com câncerBlog Bahia - O Portal de Notícias do Oeste Baiano


12 de abr. de 2024

UNACON do HO completa dois anos de acolhimento a pacientes com câncer

 

O Hospital do Oeste (HO), unidade vinculada ao governo estadual e administrada pelas Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) no município de Barreiras, completará, no próximo mês de maio, dois anos de funcionamento da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON). Voltada à prestação de atendimentos de urgência e emergência a pacientes com câncer, a unidade já realizou mais de 4 mil atendimentos pelos oncologistas clínicos; mais de 1700 tratamentos quimioterápicos; e mais de 1800 tratamentos diversos, dentre eles a hormonioterapia. Atualmente, a UNACON trata em média 20 pacientes por dia, o que reforça a atenção pela saúde da população da região oeste da Bahia.

De acordo a enfermeira responsável pela UNACON, Renata Lopes, os agendamentos das consultas são realizados via Sistema de Lista Única do Governo da Bahia. “É importante lembrar que a unidade oferece atendimentos médicos nas diversas especialidades da Oncologia: Clínico, Urologia, Mastologia, Ginecologia e Cirurgia Oncológica. Vale destacar também que existe uma equipe multidisciplinar com farmacêutico, fisioterapia, nutrição, psicologia, assistência social e enfermagem, que já somam mais de 9500 atendimentos, além dos serviços de apoio”, reitera.

O grande desafio da Oncologia na região oeste era o deslocamento dos pacientes para grandes centros, como Salvador, São Paulo, Brasília ou Goiânia. “A implantação da UNACON foi estratégica e está surtindo efeitos positivos com a cura de centenas de pessoas nesses dois anos de funcionamento. A ideia é melhorar cada vez mais as estruturas e atendimentos para melhor atender os usuários do SUS. Os pacientes de Barreiras ou cidades próximas são acolhidos sem precisar fazer viagens desgastantes em uma difícil fase, que é o tratamento oncológico” destaca, Marina Barbizan, líder geral do HO.

“Sei da dificuldade que é viajar, doente, por horas. O cansaço e a dúvida, se vamos viver ou não… É horrível! Acompanhei minha irmã para tratamento oncológico em Salvador, graças a Deus ela se curou. Logo após, minha mãe também foi diagnostica e não venceu a batalha contra o câncer, porém a dor foi amenizada pelo fato dela ter sido tratada na UNACON de Barreiras, onde teve o apoio da família. Meses atrás descobri um câncer de mama e hoje estou na quarta sessão de quimioterapia, sendo acolhida por uma excelente equipe de profissionais”, depõe Zileide Silva Pianezzola, moradora de Barreiras.

Psicologia e Nutrição – O processo de diagnóstico e tratamento, na maioria dos casos, é complexo e causa transtornos físicos e mentais. “Ao chegar na UNACON é realizado um acolhimento para entender cada situação, ou seja, como o paciente está emocionalmente. Com isso, fornecemos orientações para um correto tratamento. É a chamada psicoeducação, através da qual orientamos o paciente e a família sobre a doença, trabalhamos a aceitação e ajudamos a organizar os pensamentos. Quem entende e aceita o processo possui mais chances de recuperação”, explica a psicóloga da UNACON Lidiane Santos.

Concomitante à psicoeducação existem os tratamentos individualizados que podem ser recomendados pelo médico, pela família ou até mesmo solicitado pelo paciente. Em muitos casos, os familiares também recebem acompanhamento psicológico. Os pacientes da UNACON também são orientados em relação a alimentação no período de tratamento. O acompanhamento nutricional é de acordo com cada diagnóstico.

A nutricionista Evelin Rafaela relata que “nos dias de tratamento, os pacientes recebem uma alimentação diferenciada. A quimioterapia é agressiva e algumas pessoas apresentam sintomas de efeitos colaterais e necessitam de uma dieta individualizada. Para os pacientes que precisam ficar internados, o cardápio é de acordo com suas necessidades e tolerâncias”, informa. (Ascom da UNACON)

Nenhum comentário:

Postar um comentário