Entrevista - Eduardo Yamashita (Secretarias de Agricultura e Indústria, Comércio e Serviços)BLOG BAHIA

1 de fev. de 2020

Entrevista - Eduardo Yamashita (Secretarias de Agricultura e Indústria, Comércio e Serviços)

Nossa cidade tem uma agricultura forte e o empreendedorismo sendo destaque nacional, Fale um pouco da historia destes setores e dento das duas secretarias quais ações vêm sendo realizadas?

Eduardo: Considero muito importante ter este canal aberto pra poder trazer para a população as coisas importantes do agronegócio, que vem sendo feitas com parcerias do setor público com as entidades de classe, associações, sindicatos e sistema S, para haver o desenvolvimento consolidado em nossa cidade.

Somos uma cidade nova que completará 20 anos de emancipação e que já na primeira gestão do Prefeito Oziel Oliveira, estive na função de secretário de agricultura, desenvolvimento econômico e meio ambiente, onde o Prefeito e a Deputada Jusmari Oliveira fizeram importantes parcerias com entidades, instituições de ensino, Embrapa, governos estadual e Federal, para trazer a estruturação e formar um município pujante, com uma visão de ser uma cidade Planejada para abrigar a população, que viria para trabalhar buscando uma melhor condição de vida e também as famílias que já residiam aqui com ambição de crescer.

A instalação do Centro Industrial do Cerrado foi um passo muito importante, idealizado na oportunidade como forma de atrair investimentos, deu tanto certo que podemos hoje contemplar grandes indústrias instaladas, como frigorífico da Mauricea, Coringa entre muitas outras, criando aqui grandes oportunidades de negócios, geração de emprego e distribuição de renda. Agora fechando a cadeia do algodão, a instalação de uma Indústria Fiação, que vai gerar muitos empregos e temos certeza que a partir desta instalação teremos uma nova história, haja vista, sermos um grande polo de produção de algodão com alta qualidade e agora partindo para completar a cadeia da pluma a tecelagem do algodão, e em breve a costura da confecção e do comércio de roupas.

Temos em curto prazo também a instalação de um moinho de trigo de grande porte, dando inclusive a oportunidade para os produtores terem mais uma opção de cultura no seu portfólio.
Realizamos a maior feira de negócios do Nordeste, como foi criada a Bahia Farm Show?

Eduardo: Após a emancipação o Prefeito na ocasião Oziel Oliveira e a Deputada Jusmari resolveram estabelecer a Festa da Colheita, seria a forma de agradecer a Deus a safra recebida. A feira era realizada com desfiles, apresentações, expondo produtos regionais, as comunidades locais participando e neste momento demonstrando a gratidão a Deus. Porém, em um segundo momento o prefeito percebendo que pra nos tornarmos a capital do Agronegócio e que para ter o titulo de “Capital” era necessário um evento que marcasse nossa cidade, para a comunidade ser reconhecida como tal, isso tudo como parte do planejamento e compromisso de trazer o desenvolvimento para cá, tornou-se o foco principal.  Como Ribeirão Preto era a capital nacional do Agronegócio por apresentar a Agrishow, então o Oziel montou uma equipe em parceria com governo do estado e AIBA, para visitar a Diretoria da Agrishow com objetivo convencer que tínhamos condições de realizar um evento daquela envergadura, logicamente, no início ninguém acreditava, mas nossos empresários com Osmar da Jaraguá, Tonho Franciosi, Chico da Agrosul, Iropel, Bamagril, seu Busa e outros, também ajudavam e faziam um trabalho de persuasão, que após vários anos de visitas e ações convencimentos, o Presidente da feira Sergio Magalhães disse “Prefeito você não vai desistir Né!!” Então nós vamos visitar a sua região e brincando disse “Vamos visitar o seu principado!”, Vieram em 2004 e perceberam toda potência da cidade, que o prefeito estava sempre divulgando, fazendo então a parceria para trazer a Agrishow Luís Eduardo Magalhães.

Com passar dos anos e as edições dando certo crescendo todo ano, porém em 2007 a diretoria da Feira tomou a decisão só ficar com a feira de Ribeirão Preto, acabando assim, com as de Rio Verde – Go, Rondonópolis Mt e também  daqui. A partir de então Luís Eduardo Magalhães decidiu que faria o evento por conta própria, em 2008 mudando o nome para Bahia Farm Show, se tornando este acontecimento conhecido pelo mundo inteiro.

Lembrando que tudo isso é resultado de planejamento, nada acontece como muitos pensam que “de qualquer jeito iria ocorrer”, tem que haver um plano, programa, trabalho árduo, dedicação, muitos momentos difíceis e tensos para alcançar um objetivo destes. A forma de administrar do Prefeito Oziel buscando parcerias e sendo um visionário proporcionou chegar aonde chegamos.
Agora as Chuvas, que apesar de abençoadas, vieram de forma volumosa causaram transtorno para as cidades, mas pra agricultura ela foi boa?

Eduardo: O Governo atual tem sido baseado em parcerias, pra você ter uma ideia, hoje temos APAE, SPRLEM, ACELEM, AIBA, ABAPA, FUNDAÇÃO BA, SENAR, UNIVERSIDADES e outras mais, todas para buscar soluções ou discutir ações para cada segmento com suas diferenças e dificuldade.

Uma cidade jovem, que claro, não queríamos passar pelos transtornos de uma chuva pesada, que em alguns pluviômetros marcaram 140 mm, isso quer dizer que, a chuva de um mês caiu em 2 a 3 horas, causando muitos problemas, O Brasil em um contexto geral, os governos municipais sempre elegeram outras urgências, como por exemplo, o atendimento a saúde da população e infelizmente não tivemos a macrodrenagem que precisava, ficou evidente como vimos em quase todo o país o mesmo problema, o prefeito aqui teve o cuidado de remodelar e alargar canal dos cachorros, no Santa Cruz, na rua Ilhéus que sempre foi grave foi feito o asfaltamento e drenagem, avenida Airton Senna que vira um rio que ficava destruída foi feita também a drenagem, asfaltamento e pavimentação e hoje você vai lá e vê a diferença. Onde liga os Florais Lea e Jardim Paraíso, está sendo feito um trabalho e a empresa ainda nem havia entregado a obra e a chuva veio nesta proporção, porém a empreiteira já esta resolvendo tudo, máquinas trabalhando e tenho certeza que vai se resolver. Temos uma cidade muito grande e sempre teremos pontos para atender e melhorar

Para a agricultura veio como uma grande benção trazendo a alegria e esperança dos produtores e com certeza mudando a expectativa para grande safra.
Quais os projetos para 2020 das secretarias tanto de Agricultura com Indústria Comércio e Serviços?

Eduardo: O ano de 2020 será muito importante para nossa cidade, O prefeito tem feito um trabalho incansável, e vamos recapitular, as indústrias de Fiação e Moinho de Trigo todas próximas a começar o funcionamento, Oziel através um planejamento e infraestrutura está trazendo um centro comercial gigantesco, graças ao asfaltamento da Avenida JK, que hoje já está quase completo e chegando ao Jardim das Oliveira, tudo para ligar o Aeroporto o Sol do Cerrado, esta obra fez com que um investidor enxergar que entre as Acácias e Tropical Ville comportava este centro comercial. Temos já em construção um grande atacadista e o prefeito muito breve irá anunciar outro gigante deste setor. Vários investimentos imobiliários e o lançamento de um mega condomínio residencial, são 40 hectares e construção de mil casas. Entregaremos 12 escolas novas, amplas com equipamentos novos, ginásios de esporte e duas escolas com regime militar, visando com tudo isso aumentar a qualidade da educação, utilização de altas tecnologias e preparação para os jovens alunos tornarem-se nossos futuros, trabalhadores e empresários, Tudo isso através de planejamento, parcerias, dedicação e trabalho.

A revitalização do centro da cidade com adequação das ciclovias e sinalização, isso é percebido com um grande fluxo de pessoas circulando e lojas lotadas.

Este ano já teremos a instalação do Instituto Federal de educação – IFBA.

A vinda de universidades tem sido uma realidade e estamos bem próximos de já estar disponibilizando curso de medicina, por isso, precisamos de um aeroporto para receber os professores que virão de outros centros e precisam deste transporte pra se deslocar.

Em relação ao Agronegócio continuaremos as parcerias e apoiaremos ainda mais as questões logísticas, os trabalhos tecnológicos, fitossanitários e teresmos uma atenção especial ao pequeno produtor. É objetivo do Oziel desenvolver a agricultura familiar, dentro desta agricultura, criar o cinturão verde, com as hortaliças e criação de peixes, só pra constar hoje 90 % do pescado consumido aqui vem de fora, já estamos dando assistência técnica para os pequenos produtores, disponibilizamos para eles a Dr. Ana Luiza a melhor zootecnista de piscicultura do oeste da Bahia. Para as mulheres do assentamento temos o Projeto “Pimenta Ardida”, que irá proporcionar geração de renda e oportunidade negócios. Demos fomento no preparo da terra, transporte de insumos e adubos para todas as comunidades rurais. Aos horticultores vamos disponibilizar técnicos renomados pra atendê-los. Estamos buscando um grande laticínio para atender a região, com objetivo de desenvolver a cadeia do leite que é importante para o pequeno produtor. O prefeito está finalizando com INCRA a entrega do documento definitivo aos assentados, todas escrituras com geo referenciamento das áreas, para que possam ter acesso aos créditos dos bancos e grandes projetos, inclusive com a possibilidade de integração com a Mauricea.

Para o agronegócio e agricultura familiar teremos um ano de ótimas notícias, grandes trabalhos e muito sucesso.

Fonte: Blog Bahia  /  Programa “Terra Nossa”, Carlinhos Pierozan

Nenhum comentário:

Postar um comentário