PRF na Bahia apresenta resultados operacionais dos quatro dias de atividades da Operação Finados 2020BLOG BAHIA

4 de nov. de 2020

PRF na Bahia apresenta resultados operacionais dos quatro dias de atividades da Operação Finados 2020

  


Os esforços do policiamento qualificado resultaram na fiscalização de 4.141 veículos e 4.629 pessoas. Apesar de todo o esforço da PRF nas ações estratégicas de fiscalização e conscientização, os agentes federais flagraram ainda muitos condutores e passageiros contrariando as leis de trânsito durante o feriadão.


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia finalizou, às 23h59 desta segunda-feira (02), a Operação Finados 2020. Iniciada na última sexta-feira (30/10), a PRF intensificou a fiscalização e os esforços foram voltados à segurança viária, prevenção e redução da gravidade dos acidentes de trânsito e à garantia da mobilidade nas rodovias do país.


Durante os quatro dias da operação, a PRF na Bahia contou com reforço nas equipes e concentrou seu efetivo ao longo dos trechos mais movimentados e de maior incidência de acidentes graves e de ocorrências criminais.


Para isso, foram intensificadas rondas ostensivas nas rodovias com o posicionamento estratégico das viaturas, a fim de promover aos usuários das rodovias federais uma maior sensação de segurança e fluidez do trânsito.

Segurança viária


Neste feriado prolongado, as atividades desenvolvidas pela instituição foram focadas para combater as infrações de trânsito, em especial às condutas geradoras de acidentes como: as ultrapassagens proibidas, dirigir sob a influência de álcool, transitar pelo acostamento, excesso de passageiros, dentre outras.


O uso do cinto de segurança, do capacete, controle de velocidade, transporte de crianças, além de fiscalizações específicas de motocicletas e condições de conservação dos veículos, também foram alvos das equipes da PRF.


Apesar de todo esforço da PRF na fiscalização e educação, foram flagrados diversos condutores agindo com imprudência nas rodovias federais do estado. A PRF alerta aos motoristas que obedecer às normas de trânsito, contribui para um trânsito mais seguro. A redução da violência nas rodovias federais depende da participação de todos.


Os esforços do policiamento qualificado resultaram na fiscalização de 4.141 veículos e 4.629 pessoas.


Nesse ranking de imprudências mais constatadas pelos PRFs, está ainda a ultrapassagem proibida, com 1.062 autos extraídos. Nunca é demais enfatizar que a colisão frontal, quase sempre causada pelas ultrapassagens indevidas, é o tipo de acidente que mais fere gravemente e mata pessoas em rodovias do país inteiro. A infração de ultrapassar em faixa amarela contínua é infração gravíssima, com multa de R$ 1.467,35 e rende 7 pontos na carteira.


O feriadão foi marcado pelo aumento do fluxo de veículos e usuários circulando pelas rodovias federais para os mais diversos destinos, porém uma das maiores preocupações da PRF é o lamentável hábito que parte de nossos motoristas ainda conserva: dirigir após consumir bebidas alcoólicas.


Durante as abordagens, foram realizados 442 testes com etilômetro (bafômetro), que flagraram 63 condutores dirigindo sob efeito do álcool, que colocaram em risco suas vidas e de outros usuários das rodovias. Destes, 08 condutores foram detidos por embriaguez ao volante e foram encaminhados à Delegacia de Polícia para responderem criminalmente. Eles também tiveram suas carteiras recolhidas.


Nas fiscalizações, a PRF também emitiu 128 autos de infração para motociclistas ou passageiro sem capacete. Perigo também geraram os 18 motoristas que usavam o celular enquanto dirigiam. Obrigatório não só para o motorista, mas também para todos os ocupantes do veículo, o cinto de segurança, ou melhor, o não uso dele gerou mais de 683 autuações. Quando o alvo das fiscalizações foi a criança sem cadeirinha, 40 autos foram emitidos.


O fato de o motociclista não usar o capacete ou pessoas não usarem cinto de segurança em automóveis é determinante na gravidade dos acidentes.


Foram também retiradas de circulação quase 100 toneladas de excesso de peso das rodovias. O peso acima do permitido sobrecarrega os sistemas de suspensão e freios, oferecendo riscos ao motorista e aos usuários da rodovia, e ainda danifica o pavimento asfáltico.

Acidentes, feridos e óbitos


Em 2019, o dia de Finados ocorreu durante o fim de semana, não havendo operação de feriado prolongado; portanto, não há dados comparativos em relação ao ano passado.


O balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) quanto à violência no trânsito nas rodovias federais acende um sinal de alerta para a necessidade de mais prudência e educação por parte de todos.


Este ano, durante os quatro dias da Operação Finados a PRF na Bahia registrou um total de 46 acidentes. Destes, 16 foram acidentes graves, quando resultam em, pelo menos, um óbito ou ferido gravemente. De sexta-feira (30) até às 23h59 de segunda-feira (02), 11 pessoas morreram durante os nas estradas baianas. Já o número de feridos totalizou 61 pessoas.


Os números são verdadeiros alertas para motoristas, passageiros, pedestres e demais atores do trânsito de que é preciso ter mais prudência; sentir-se cada um protagonista na construção de um trânsito mais seguro.


Os dados apontados no balanço nortearão a PRF para os futuros trabalhos educativos e fiscalizações temáticas no combate à violência no trânsito.


Enfrentamento a criminalidade


Durante os quatro dias da operação, a PRF na Bahia recuperou 12 veículos com registro de roubo ou furto. Outros 07 veículos adulterados foram apreendidos no período, o que representa o esforço da instituição no enfrentamento as fraudes veiculares. 33 pessoas foram detidas por diversos crimes. Também foi responsável pela apreensão de 02 armas de fogo e mais 20 munições. As abordagens resultaram ainda na apreensão de 76 comprimidos de anfetaminas e no resgate de 03 aves silvestres.


É a Polícia Rodoviária Federal, reiterando mais uma vez sua missão de promover a prosperidade da Nação garantindo a segurança pública e a mobilidade no Brasil.




Fonte: Blog Bahia  /  PRF BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário