Município comemora decisão da Justiça favorável ao jovem Dariel GuliverBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)

17 de fev. de 2021

Município comemora decisão da Justiça favorável ao jovem Dariel Guliver

 

Após o Ministério Público do Estado da Bahia ingressar com uma Ação Civil Pública, contra o Estado da Bahia, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, decidiu hoje pela obrigatoriedade na abertura de uma vaga de uma UTI – Unidade de Tratamento Intensivo, ou um UCI – Unidade de Cuidados Intensivos para o jovem Dariel Guliver de Matos Pinto, vítima de um acidente de motocicleta.


“Recebemos com alegria a decisão da Justiça. Após o agravamento do quadro do jovem Dariel e sua necessidade de internação numa unidade de UTI, o município ficou de mãos atadas para resolver a situação, visto que não temos UTIs em Luís Eduardo. Dependíamos exclusivamente do Estado para solucionar este caso”, disse o secretário Municipal de Saúde Darkon Marques.


Ontem a família do jovem fez manifestação na porta da UPA e se dirigiram até a sede da Prefeitura. “Infelizmente este é o tipo de caso que foge das nossas mãos. Não temos UTI municipal. Dependemos da regulação feita pelo Estado em seus hospitais. O problema é que o Hospital Municipal, que foi por tanto tempo prometido, ainda não está pronto. Assim que inaugurarmos, estes problemas diminuirão muito”, explicou o secretário de saúde.


Este caso é um reflexo claro da forma com que a saúde vem sendo tratada pelo poder público em Luís Eduardo Magalhães, há 20 anos. “Assim como em muitos municípios do Brasil, fazer política com a saúde do cidadão tem sido uma prática deplorável. Vamos quebrar este ciclo aqui com a entrega do Hospital Municipal”, concluiu Darkson Marques.


Entenda o caso


Na sexta-feira o paciente deu entrada na UPA e foi levado para a sala vermelha da unidade com fratura de fêmur e de úmero. Ele foi regulado para a vaga de ortopedia, já com a cirurgia marcada para a terça-feira (16). 


No entanto, na manhã de sábado (13), o paciente apresentou uma piora, tendo um rebaixamento no nível de consciência. Por causa da mudança no quadro, no mesmo dia a equipe da UPA fez o pedido de regulação para uma vaga de UTI. 


Pelo estado do paciente, ele não se enquadrava mais nos requisitos para a cirurgia. Toda essa situação foi passada para a família do paciente.


Ele segue na UPA assistido pela equipe de saúde e aguardando transferência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário