Prefeitura de Barreiras discute estratégias de enfrentamento à pandemia, em reunião com comerciantesBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)

18 de mar. de 2021

Prefeitura de Barreiras discute estratégias de enfrentamento à pandemia, em reunião com comerciantes

 

O fortalecimento das medidas de proteção sanitária, o combate ao novo Coronavírus e o quadro epidemiológico do município foram discutidos em uma reunião entre representantes do segmento de supermercados e afins, Câmara de Dirigentes Lojistas de Barreiras – CDL e o secretário municipal de saúde, Melchisedec Neves, no auditório da CDL, na tarde dessa terça-feira, 16. O vice-prefeito Emerson Cardoso, o coordenador da Vigilância Sanitária Canuto Aires e o subsecretário de Indústria, Comércio e Serviços, Roberto de Carvalho, também participaram do diálogo.


O presidente da CDL, Fábio Nogueira, destacou a preocupação dos comerciantes do segmento de mercados, supermercados e afins em esclarecer dúvidas e reforçar a segurança sanitária para que o comércio continue em funcionamento sem prejuízos à saúde de trabalhadores e consumidores. Desde segunda-feira, 15, a Câmara de Dirigentes Lojistas reiniciou a distribuição de cartazes, materiais informativos e educativos. “A ideia é padronizar ainda mais os protocolos para que nesse segmento não haja altos índices de contágio. Todos nós já conhecemos as regras, mas nada melhor, neste momento, do que manter o diálogo com a presença da Vigilância Sanitária e da Secretaria de Saúde para que a gente veja o que pode ser melhorado dentro dos estabelecimentos”, destacou o presidente.

Segundo o secretário de saúde, Melchisedec Neves, o índice elevado de ocupação dos leitos tem preocupado a gestão, que tem atuado em várias frentes para combater a proliferação do vírus, mas a prevenção e os cuidados básicos para o enfrentamento à pandemia são um dever de todos.


“Neste momento difícil em que não há vacina para todos, a prevenção é a nossa arma. O prefeito Zito Barbosa tem tido sensibilidade, se posicionado favorável à implantação de novos leitos em parceria com o Governo do Estado, a gestão também aderiu a um consórcio com mais 500 municípios para aquisição de vacinas, além de toda a manutenção dos serviços já ofertados na nossa rede, mas ainda assim presenciamos aglomerações em bares e pessoas em festas clandestinas. Sabemos do esforço que o comércio tem feito ao longo do último ano, mas se todos não colaborarem, inclusive a população, é possível que medidas ainda mais restritivas sejam estabelecidas”, alertou o secretário de saúde.


Representantes do comércio se mostraram preocupados com o comportamento da população aos fins de semana, mesmo com a medida restritiva do Decreto Estadual, o consumidor tem circulado pelos estabelecimentos, acompanhado de familiares nos horários de pico.


“Precisamos recomeçar do zero, trabalhar conscientemente, brigar por essa causa e fazer o possível para que o lockdown não seja necessário. Temos que pensar no coletivo com novas campanhas de conscientização, entendendo que existem também as particularidades culturais do nosso povo, para causar ainda mais impacto. Essa é uma causa que não é só da Prefeitura ou da Secretaria de Saúde, mas de toda a sociedade”, opinou o comerciante Elivan Santos.


Fonte: Blog Bahia  / Dircom

Nenhum comentário:

Postar um comentário