Em quase 10 anos, Instituto Aiba já beneficiou mais de 400 mil pessoas no oeste baianoBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)


13 de jan. de 2024

Em quase 10 anos, Instituto Aiba já beneficiou mais de 400 mil pessoas no oeste baiano

 

Em Barreiras, cidade do oeste baiano distante 862 km de Salvador, os produtores rurais vinculados à Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), além de cuidar do meio ambiente, semear, colher e comercializar os frutos do trabalho, também retribuem com generosidade à terra que os acolheu. É por meio do Instituto Aiba (Iaiba), que materializam a missão de responsabilidade social que já investiu cerca de 17 milhões em mais de 380 projetos que impactaram positivamente a vida de mais de 400 mil pessoas em toda a região.

Paralelo ao desenvolvimento de uma agricultura com foco na integridade e sustentabilidade, em quase dez anos de instituto, ações e projetos desenvolvidos nas áreas de meio ambiente, cultura, educação, saúde e responsabilidade social ganharam destaque nas pautas do agronegócio do oeste baiano. “As ações do Instituto Aiba com o apoio dos parceiros, gera um laço em prol do coletivo, e o produtor rural acompanha as transformações e resultados positivos em todo o Oeste, sendo o agronegócio um importante incentivo para a capacitação profissional, empreendedorismo, geração de emprego e renda, inclusão social e sustentabilidade”, comenta a coordenadora de Projetos Sociais do Iaiba, Aléssia Oliveira.

Vinculado ao Iaiba, e idealizado a partir de doações espontâneas dos produtores rurais, a Aiba, em parceria com o Banco do Nordeste, criou o Fundo para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Bahia (Fundesis), que destina anualmente investimentos para a execução de projetos em instituições sem fins lucrativos nas áreas de inclusão social e digital, cultura, esporte, saúde, agricultura familiar, empreendedorismo, sustentabilidade, geração de emprego e renda, dentre outros. Os recursos são captados no momento do custeio da safra e repassados pelos produtores rurais e outros doadores, pessoas físicas e jurídicas, através da Cooperativa de Crédito Sicredi, e destinados a custear os projetos que concorrem aos editais do fundo, sendo analisados e aprovados pelo Conselho Deliberativo.

Em 17 anos de história, o Fundesis já beneficiou mais de 230 mil pessoas e contemplou propostas em 18 municípios: Angical, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Baianópolis, Buritirama, Cocos, Correntina, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Mansidão, Riachão das Neves, Santana, São Desidério, Santa Maria da Vitória, São Félix do Coribe, Santa Rita de Cássia e Tabocas do Brejo Velho. No atual edital, serão investidos 2,3 milhões em novos projetos sociais.

Jovem Aprendiz – Outra ação do Iaiba, com efeito positivo na região é o Programa Jovem Aprendiz Rural. Desenvolvido pela Aiba em parceria com o Senar, o intuito é preparar jovens na área rural para atender ao mercado de trabalho local e as demandas crescentes de mão de obra qualificada. Os jovens são contratados por RH’s de propriedades rurais e recebem um auxílio de meio salário-mínimo, com registro na carteira de trabalho. Devido às grandes distâncias da cidade das regiões produtivas, os jovens aprendizes precisariam de mais de quatro horas/aula diárias para o deslocamento aos empreendimentos rurais. Nesse sentido, a associação com o apoio do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras e parceiros, conduzem desde 2013 o programa no ambiente controlado da Fazenda Modelo, uma estrutura equivalente a uma propriedade rural com sete hectares, salas de aula, laboratório, auditório, refeitório e campos experimentais de soja, algodão, milho, feijão e frutíferas. É neste local onde durante dez meses, os jovens aprendizes frequentam as aulas teóricas e práticas do curso profissionalizante de supervisão agrícola e aprendem sobre manejo do solo, plantio, irrigação, fitossanidade, colheita e armazenamento, além de operação de maquinário. Até o momento já foram formadas 30 turmas com mais de 900 jovens qualificados para o mercado de trabalho.

“O curso de supervisão agrícola abre um leque de perspectivas para os jovens que ao concluírem o período na Fazenda Modelo, muitas vezes são contratados por fazendas da região ou ingressam em faculdades para cursarem uma graduação vinculada à área do agronegócio”, destaca o presidente da Aiba, Odacil Ranzi, que ainda acrescenta sobre a grande procura. “A cada ano aumenta a procura de interessados pelo programa Jovem Aprendiz. Para 2024, já temos cotas para 137 jovens a serem beneficiados, que aguardam o início das aulas”, complementa Ranzi.

Jovens Empreendedores – Em 2023, o Instituto Aiba deu início ao Programa de Empreendedorismo Social, uma iniciativa financiada pela Cargill Agrícola S.A. e parceria da Prefeitura de Barreiras, por meio das secretarias de Assistência Social e Trabalho e de Educação. O programa foi pensado para mudar para melhor a realidade das pessoas diretamente e indiretamente nele inseridas. O público-alvo são jovens entre 14 e 16 anos e o curso visa combater o trabalho infantil, além de promover aprendizagem e desenvolvimento dos atendidos, tornando-os cidadãos empreendedores e líderes para a busca de soluções nas suas comunidades. Com duração de quatro meses, foram formadas três turmas, sendo duas na Fazenda Modelo e uma na comunidade de Cerradão, zona rural de Barreiras. Neste primeiro ano de curso, 60 jovens foram certificados.

Mérito Ambiental – Por promover ações na área de Sustentabilidade, que refletem a responsabilidade de produzir para alimentar o mundo, com responsabilidade e principalmente contribuindo com um meio ambiente mais sustentável para as futuras gerações, o Instituto Aiba foi premiado com a Medalha de Mérito Ambiental, uma indicação do segmento Agropecuário. A medalha foi recebida em 14 de novembro de 2023, em Salvador, durante cerimônia em comemoração aos 50 anos do Conselho Estadual do Meio ambiente (Cepram). A medalha foi recebida pelo presidente da Aiba e do Iaiba, Odacil Ranzi, que participou do evento acompanhado do presidente da Abapa, Luiz Carlos Bergamaschi, dos produtores rurais, Julio Busato, Celestino e Eliza Zanella e da analista ambiental da Aiba, Glaucia Araujo.



Fonte: Blog Bahia  / Ascom Aiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário