Colcha de Retalhos: Projeto de inclusão é desenvolvido nas escolas municipais de BarreirasBlog Bahia - O Portal de Notícias do Oeste Baiano


25 de abr. de 2024

Colcha de Retalhos: Projeto de inclusão é desenvolvido nas escolas municipais de Barreiras

 

Com o tema “Educação Desafiadora: Um olhar para a diversidade”, a Secretaria de Educação de Barreiras está desenvolvendo nas escolas municipais o projeto “Inclusão: A colcha de Retalhos” para a educação infantil, cuja proposta é orientar os profissionais das escolas e as crianças para a percepção dos significados de “especial”, “inclusão”, “típico” e “atípico”, promovendo assim um aprendizado contínuo, que é o respeito às diferenças.

O lançamento do projeto aconteceu na sede da Academia Barreirense de Letras (ABL) e contou com a participação da presidente da ABL, Marilde Queiroz, e dos 43 coordenadores pedagógicos das escolas que oferecem educação para crianças entre seis meses a menores de seis anos. Na oportunidade, a pedagoga Deusélia Reis fez uma contação da história “A Colcha de Retalhos”, mostrando de maneira lúdica as possibilidades de ser trabalhada em sala de aula.

Conforme a subdiretora da Educação Infantil, Kelly Wanessa Bomfim, o projeto terá duração de seis meses nas unidades escolares com um encontro geral no mês de agosto para apresentação dos resultados obtidos pelas escolas durante o processo.

“A inclusão é um direito de todos, principalmente das crianças, e já é neste primeiro momento de educação que esse tema deve ser trabalhado, por isso, agradecemos a sensibilidade da Secretaria de Educação de Barreiras por entender a importância do tema para a educação infantil. Desde o início de abril, quando teve o lançamento deste projeto, os coordenadores estão sendo multiplicadores em sala de aula, apresentando de maneira lúdica o tema para os nossos pequenos estudantes e seus familiares”, pontuou Kelly Wanessa.

Na sexta-feira (19), a Escola Municipal Princípio de Sabedoria recepcionou os pais compartilhando o projeto, apresentando a riqueza do tema e como os pais podem colaborar com a educação inclusiva. A proposta segue nas demais escolas municipais e nos Centros Municipais de Educação Infantil.



Fonte: Blog Bahia  / DIRCOM, Prefeitura de Barreiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário