São Desidério: Autor de assassinato de policial militar é morto ao tentar desarmar soldadoBlog Bahia (O Portal de Notícias do Oeste Baiano)


18 de mar. de 2024

São Desidério: Autor de assassinato de policial militar é morto ao tentar desarmar soldado

  

O soldado da Polícia Militar

Um soldado da Polícia Militar, identificado como Luís Ricardo da Costa Santos, foi assassinado durante briga numa distribuidora de bebidas, na noite de ontem, domingo, 17, em São Desidério. O autor, Charles, vulgo “Charlão” foi preso, mas, segundo informações policiais, tentou desarmar um dos membros da guarnição e terminou baleado e morto no Departamento de Polícia Militar (DPM/local). O caso aconteceu por volta de 23h na avenida JK, no Centro da cidade. A vítima identificada como soldado Luís Ricardo da Costa Santos, também teria ferido, com um tiro, o genro de “Charlão”, conhecido por Gildásio, o qual está hospitalizado em Barreiras.

A polícia afirma que houve confusão entre eles, possivelmente por causa do barulho de um som, no entanto, o autor do homicídio, vulgo “Charlão” estava armado com uma faca, e atingiu o militar que acabou morrendo ao dar entrada no hospital local. Após o fato, o assassino foi preso juntamente com os outros envolvidos no conflito. Uma equipe da polícia militar do vizinho município de Catolândia deu apoio na captura do suposto autor e seus companheiros, que foram conduzidos ao Departamento de Polícia Militar (DPM/local), onde um dos acusados foi morto ao confrontar-se com um dos policiais, de quem teria tentado tomar a arma.

Relato histórico da Polícia Militar sobre o fato

A Polícia Militar declara que foi apresentado na delegacia o individuo, ERICLES DE JESUS BARBOSA. Ressalta que, por volta das 23h várias pessoas foram até a base da PM para informar que houve uma briga em uma distribuidora de bebidas e que havia uma pessoa ferida por arma branca. A guarnição deslocou até a distribuidora, onde constatou que a vitima se tratava de um Policial Militar de nome Luis Ricardo. De imediato foi prestado socorro ao Militar, sendo levado ao hospital da cidade, porém, após ser atendido pela médica Dra. Flavia Costa Spinola CRM-BA 35-480, houve constatação do óbito de Luis. Em diligência continua, às guarnições de Catolândia chegaram a cidade para dar apoio, que durante rondas conseguiram localizar o autor do homicídio, conduzindo o mesmo para o DPM, juntamente com Ericles de Jesus, que estava no momento da briga e participou do fato. Enquanto a equipe de Catolândia conversava com Ericles, no interior da sala do ADM, outro policial matinha custodia do autor do homicidio.

No momento foi informado a Charles (Charlão) que ele havia matado o policial e que estaria preso. De acordo com a polícia, essa notícia o deixou transtornado, ele não aceitou a situação e resolveu ir para cima de um dos policiais com quem teria entrado em luta corporal, e nesse momento outro policial foi até o local e percebeu que o individuo havia conseguido retirar a arma do seu colega e iniciou o movimento para apontar a arma em direção ao mesmo, sendo necessário efetuar dois disparos contra o resistente para interromper o atentado. Ainda esclarece que, Charles foi imediatamente levado ao hospital, onde a médica apenas constatou o seu óbito. Após o ocorrido, chegou a informação de que havia um baleado no Hospital do Oeste, identificado por, Gildásio Silva, que também teria participado da briga, o qual ficou custodiado no Hospital. Todo o relato do fato foi apresentado na delegacia de Policia em Barreiras, juntamente com a arma do policial, “sem carregador”. Que a arma branca usada no crime contra o militar não foi encontrada, e pode ter sido jogada pelo autor em uma lagoa, no centro da cidade.




Fonte: Blog Bahia  / Alô Alô Alô Salomão

Nenhum comentário:

Postar um comentário